Music Box #9: The Smiths - There Is a Light That Never Goes Out

Oi pessoal, boa noite. Não poderia terminar esse dia sem passar por aqui e trazer essa canção ao Music Box. Hoje trazendo a banda The Smiths. Um tempão atrás ouvia uma rádio online e a canção tocou, logo vi que era familiar, já tinha ouvido antes, porém acabei esquecendo. E hoje, deixo aqui registrado. É uma canção que me identifico e resolvi compartilhar.

The Smiths

O The Smiths foi uma banda inglesa que já acabou, faz um tempo, em 1987, mas existe um legado que nunca vai se apagar.

Seus membros foram Morrissey (vocalista, compositor), Johnny Marr (guitarras, teclados, baixo), Andy Rourke (baixo) e Mike Joyce (bateria).

There is a Light That Never Goes Out” talvez seja a maior obra prima dentro do CD mais consagrado do The Smiths, o histórico “The Queen Is Dead” (1986). Normalmente a música mais famosa de uma banda não significa que ela seja a mais incrível de todo seu conjunto (até mesmo porque isso varia de gosto pessoal), mas no caso do The Smiths podemos dizer sem medo que “There is a Light…” representa muito bem a banda.

Todos os elementos que consagraram os Smiths estão presentes nela. Primeiro aquela melodia feliz com uma letra melancólica, característica “Joy Divisioniana” que é amada por muita gente. Em segundo lugar a união perfeita entre uma composição musical deliciosa de Johnny Marr com uma letra poética e bonita de Morrissey. Muitas vezes a balança é um pouco desequilibrada para um dos lados, mas em “There is a Light…” existe uma união perfeita entre ambos os elementos. Por fim, aquele sentimento que temos quando ouvimos Smiths de querer ao mesmo tempo dançar, chorar e cantar bem alto é intensificado milhões de vezes com esse clássico.

Capa do álbum The Queen Is Dead

The Queen is Dead foi o terceiro e penúltimo álbum lançado pelo The Smiths, seu lançamento ocorreu em 1986. A capa é uma foto do ator Alain Delon, datada de 1965, como se estivesse morto. Para os Smiths significava o fim de um período marcado pelo tédio, seria a libertação das tradições aristocráticas da Inglaterra.

The Queen is Dead marca o auge criativo da banda, sendo aclamado até hoje como um dos melhores discos de todos os tempos.

Em 2013, The Queen is Dead foi classificado em #1 na lista dos melhores 500 discos de todos os tempos pelo semanário New Musical Express.

There is A Light That Never Goes Out fala sobre alguém que precisa viver, se apaixonar, conhecer pessoas (ir para algum lugar onde exista música, gente jovem e com vida). O contexto dessa personagem é difícil saber, mas sentimos aquela angústia de alguém que precisa encontrar uma chama para se motivar a encarar este mundo. E no icônico refrão (“And if a double-decker bus / crashes into us / to die by your side / oh such a heavenly way to die”) notamos que a pessoa não se importaria nem mesmo com a morte caso tenha alcançado essa felicidade.

A batida da música é melancólica, mas é animada o suficiente para ser dançante, e a voz do Morrissey é triste sem ser. O refrão é um dos melhores ever, um pouco mórbido, mas extremamente romântico.

Vamos ouvir!


E qual seria essa “luz que não se apaga” do título da música? Bem, o próprio Morrissey já falou que é a esperança de encontrar alguém para amar, fazer companhia, dividir uma cama. Fica a curiosidade: o primeiro nome da música seria “Existe uma luz em seus olhos que nunca se apaga”. É sempre sobre o amor, não é mesmo?

Bem, isso é tudo! Espero que assim como eu, vocês também possam gostar e se identificar ;)
Music Box #9: The Smiths - There Is a Light That Never Goes Out Music Box #9: The Smiths - There Is a Light That Never Goes Out Reviewed by Walter Segundo on 19:32 Rating: 5

Um comentário

  1. Nunca parei pra ouvir essa banda, acredita?? :(
    Vou escutar!!

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Latest in Sports

Na minha playlist, interativo, top 10