Relembrando Minhas Primeiras Redes Sociais

Nada de Facebook, Twitter, Instagram, Snapchat ou Whatsapp: em grande parte dos anos 2000, os jovens brasileiros passavam horas jogando conversa fora no MSN, conferindo se aquela pessoa tão amada estava entre os visitantes recentes do seu Orkut ou compartilhando fotos de sua adolescência no Flogão. E também não tinha essa de smartphone, não. A maioria das pessoas acessava tudo isso por um COMPUTADOR DE MESA (aquele que você não consegue carregar por aí). Isso soa muito estranho atualmente, onde podemos carregar nossas redes sociais por todo o lado e interagir com qualquer um em qualquer lugar.

O Orkut foi uma das redes sociais mais populares
onde as pessoas iam acessar numa Lan House mais próxima.


Os tempos mudaram e os hábitos virtuais também. Mas como recordar é viver, que tal dar uma olhada em algumas características das principais formas de falar com a galera e compartilhar conteúdo que faziam sucesso naquele tempo? Até hoje elas despertam saudade nos mais nostálgicos que viveram essa época onde era tudo tão diferente no mundo da Internet.

Vou começar com o fotolog, Flogão!

1 - Flogão

Flogão (Vem de flog, também fotolog, fotoblog ou fotoblogue) é um registo publicado na World Wide Web com fotos colocadas em ordem cronológica, ou apenas inseridas pelo autor sem ordem, de forma parecida com um blog. Ainda pode-se colocar legendas retratando momentos bons de lazer. É parecido com um blog mas a diferença é: predomina fotos ao invés de texto.

Num flog, o principal objetivo é compartilhar imagens de maneira interativa, já que as pessoas que visitam o site geralmente podem fazer comentários, sugestões ou críticas.

Exemplo de como o site era em 2005


É aí que entra o Flogão! Criado em 2004, a rede conquistou popularidade de forma instantânea. Naquele tempo não tinham opções de ver fotos ou saber da vida de alguém mais próximo, o flogão ajudou a quebrar isso! Era só acessar o site e ir na lista de estado e cidade, lá se encontravam todos os flogões criados da determinada cidade. Nesse tempo também, o Orkut ainda estava engatinhava, pois o mesmo precisava de um convite para entrar e ainda não era tão acessível. O flogão serviu como a minha primeira rede social.

Colocar músicas de fundo, letras animadas e compartilhar alguns momentos eram de fato viciantes para um período em que a internet estava só se consolidando. Mas, com a chegada dos celulares, a tecnologia deu passos largos para o futuro e abandonou de vez as máquinas digitais de bolso. Com isso, a rede social que foi uma verdadeira febre sofreu um declínio e quase chegou ao fim.

Quem pensa que as selfies começaram com a popularização dos smartphones, está muito enganado. Muito antes, elas já bombavam no Flogão. Foi lá que muitas esquisitices dos adolescentes dos anos 2000 foram registradas e, quando olhamos para essas fotos hoje em dia, queremos enfiar a cabeça em um buraco de tanta vergonha. Mas na época era o máximo! Muitas páginas foram esquecidas e, por isso, continuaram existindo por muito tempo depois que a mania de Flogão passou. Até que muita coisa foi excluída pelo próprio site depois de uma reformulação no servidor, cerca de uns dois anos atrás.

Visual do site em 2006


Foi em 2006 que criei minha primeira página no flogão! Fui o usuário ''segundo11'', uma mistura do meu último nome com a minha idade na época (11 anos). Depois criei o usuário ''animekids'' onde postava coisas que assistia, ouvia e etc. Atualmente ambos são inexistentes. Serviu para me introduzir nesse mundo virtual e aprendi muita coisa. De lá pra cá criei inúmeras páginas de flogs, geralmente destinado a artistas, filmes e séries.

Devo dizer que essas páginas esquecidas podem render uma boa dor de cabeça. Pesquisando o meu nome no Google, acabei descobrindo que eu criei um Flogão por volta dos dez anos de idade. A página foi devidamente apagada, mas deu um trabalhão. Atualmente, o Flogão virou um reduto para jovens apaixonados por caminhões, olha só. Para quem curte o assunto, vale a pena conferir.

Hoje, os flogs não são consultados só para encontrar fotos de alguém que ficou famoso ou relembrar o próprio passado obscuro e perdido nas páginas web. A comunidade que integra o flogão conseguiu se reinventar e transformou o site numa rede social de caminhoneiros e amantes do transporte. O endereço virtual, atualmente, reúne amantes de caminhões e fãs automobilísticos de todo país.

Ali os perfis compartilham fotos, marcam encontros e até exibem seus carros com o mesmo valor de uma barriga chapada no Instagram ou um check-in numa viagem internacional no Facebook. Vale navegar pelas páginas e ver no que o Flogão se transformou.

Devido a tanta reformulação no site e um visual com funções cada vez mais descaracterizado do que foi antes, afastou inúmeros usuários, assim como a popularidade do Orkut na época e outros fotologs concorrentes contribuíram para o declínio do site.

2 - MSN


Visual do MSN Messenger


O MSN Messenger era o programa de mensagens instantâneas mais popular da época. Ele foi lançado em 1999 e acabou em 2014. Foi com ele que os emoticons (ancestrais dos emojis?) viraram mania. E o programa ainda permitia a criação dos seus próprios gifs ANIMADOS para enviar nas conversas (watch and learn, Whatsapp). E também tinha os winks que podiam ser enviados durante a conversa! Maravilhosos.


Todo mundo tinha um nick e um subnick – este último geralmente utilizado para mandar indiretas ou mostrar para todo mundo a música hipster que você estava ouvindo (recurso usado atualmente no WhatsApp).

Criei meu primeiro e-mail hotmail da Microsoft em 2006 e até hoje uso como e-mail principal. Era criando um e-mail lá que podíamos ter acesso ao MSN.

O MSN ainda tinha as chamadas de vídeo, aquele recurso de desenhar ao invés de escrever, aqueles sons engraçados e, é claro, a ação mais útil de todo o universo das conversas online: CHAMAR A ATENÇÃO!


Saudades ;(

Em maio de 2011, a Microsoft (dona do MSN) comprou o Skype e, desde então, tanto usuários como especialistas em tecnologia se perguntavam qual dos dois programas seria descontinuado. No início, as apostas acreditavam na ressurreição do MSN, que há algum tempo não recebia uma grande atualização, mas possuía um maior número de usuários fiéis.

Entretanto, nos últimos tempos, a certeza de que o Skype prevaleceria ficou mais forte em virtude de pequenos detalhes que mostravam a preferência da Microsoft pelo programa de videoconferência.

Então já começavam a preparar o Skype e cada vez mais se aumentava o fim iminente do MSN. Foi encerrado em 2014, a Microsoft bloqueou todos os recursos que faziam alguns usuários tentarem acessar novamente o serviço, obrigando a todos a migrarem para o Skype.

3 - Orkut


Pagina inicial do Orkut em seus tempos áureos

Ah, o Orkut! O que dizer dessa rede social que conhecemos muito bem e ainda consideramos pakas? Infelizmente, o Orkut foi encerrado pelo Google em setembro de 2014, mas você sabia que existe um MUSEU VIRTUAL que reúne parte dos dados da rede social? Sim! Cerca de 51 milhões de comunidades públicas do Orkut, 120 milhões de tópicos, e mais de 1 bilhão de interações podem ser encontrados aqui.

As comunidades eram simplesmente sensacionais e muito mais legais que os grupos do Facebook. Nem tem como descrever. O Orkut ainda tinha os depoimentos. Quem nunca aceitou sem querer um depoimento que começava com “NÃO ACEITA NÃO ACEITA NÃO ACEITA NÃO ACEITA”? Se seus amigos te amassem de verdade, eles ainda brigariam para ver quem ia ficar no topo do mural de “depôs”.

Créditos: Reprodução
 “O topo é meOoOoOoOoOoO!”


E ainda tinha os scraps. Ou você colecionava páginas e mais páginas com centenas de scraps dos seus amigos ou você deixava a página vazia – como lidar com a decepção de ir no perfil de alguém que você quer conhecer e não encontrar um mísero scrapzinho falando algo sobre a pessoa?

Outro serviço de utilidade pública da rede social: visitantes recentes. Você podia ver quem tinha entrado recentemente no seu perfil, o que tornava mais fácil saber quem estava te stalkeando. E aí você podia stalkear a pessoa de volta. Como não amar?

Minha expressão


Seja como for, o Orkut foi uma rede social que marcou muito, infelizmente caiu no ostracismo devido a alta popularidade do Facebook em 2010. E vale ressaltar mais uma vez a descaracterização do site que ajudou o mesmo a sucumbir.

É claro que o desenvolvimento da tecnologia e o consequente aumento na velocidade das mudanças de plataforma são ótimos, mas essa pequena retrospectiva com certeza provou que o início deste milênio foi a época de ouro da Internet brasileira e que os usuários a vivenciaram na sua mais gloriosa forma.

E para encerrar...

Aquele famoso pássaro que cantava ''Still Loving You'' do Scorpions, que mandei muito como scrap no Orkut.


Isso é tudo!
Relembrando Minhas Primeiras Redes Sociais Relembrando Minhas Primeiras Redes Sociais Reviewed by Walter Segundo on 11:24 Rating: 5

Nenhum comentário

Latest in Sports

Na minha playlist, interativo, top 10