Music Box #1: David Bowie - Ashes To Ashes

Oi pessoal! Como podem observar estamos de novo visual aqui no blog! Deu um trabalho, viu? No final vale a pena. Então vamos lá, Music Box é uma nova categoria aqui no blog que vou falar de canções que escuto por aí, seja no rádio, na TV ou em qualquer outro meio, mas que não necessariamente fazem parte da minha playlist, são músicas que marcaram de uma certa maneira minha vida, seja uma época ou momento, então decidi começar essa categoria para compartilhar com vocês.

O que me motivou a criar o Music Box, foi a canção Ashes To Ashes do David Bowie, pois esses dias pesquisando não estava conseguindo encontrar a música que através dela conheci ele. Até pesquisar melhor e... encontrar!!!

David Bowie


O clipe sempre era bem reprisado na MTV Brasil (1990-2013) no MTV Lab, só não lembro em qual era mais exibido se era no Lab Clássicos ou no Lab Cult Trash, porém acho que se enquadra mais no cult trash e também pelo fato de sempre ter acompanhado mais esse último.

Então, eu tenho alguns amigos que curtem o trabalho do Bowie e sempre perguntava pra eles: ''Tu conhece aquela canção que tem o clipe com o Bowie e umas pessoas que estão na praia, algo assim, lembra?'' (Coisa de gente esquecida) hahaha

Pesquisando consegui encontrar e entender a importância desse clipe para a indústria da música, quer saber também? Vamos lá...

Ashes to Ashes” é um dos videoclipes que melhor representa o estilo New Romantic dos anos 80.

Dirigido pelo próprio Bowie e David Mallet, teve o custo de 250.000, sendo o videoclipe mais caro da época, mas digamos que foi um dinheiro bem gasto, já que o trabalho ficou uma obra prima.

O visual do clipe foi o rompimento do Bowie com os anos 70, que a partir desse single incorporou mais o movimento New Romantic em seus discos e videoclipes.

“Ashes to Ashes” foi revolucionário, a letra traz de volta o personagem “Major Tom”, o famoso herói do espaço lá no final dos anos 60, que agora é mostrado como um viciado e tudo não passou de um mundinho de aparências, Major Tom nunca foi aquele exemplo a ser seguido.


O interessante é que Bowie reuniu no clipe algumas pessoas de destaque da cena londrina, pessoas extremamentes ligadas ao movimento New Romantic, entre elas Steve Strange (1959-2015), vocalista do Visage, que aparece no vídeo caracterizado de forma única e inconfundível. Fazendo um pararelo, pra quem não sabe Steve Strange era hostess de uma famosa casa noturna em Londres e em uma certa noite, David Bowie levou seu amigo Mick Jagger, mas Jagger foi barrado na porta por Steve Strange, ele disse que Bowie poderia entrar, era um homem de classe e elegante, sabia se vestir e Mick Jagger era hiponga e não entraria de jeito nenhum.


Ousado e impactante, as cenas variam muito mostrando Bowie vestido de Pierrot passeando na praia e também em um cela de hospício acolchoada.

Uma curiosidade que foi desvendada muitos anos depois, a senhora que aparece aconselhando Bowie enquanto caminham pelas areias da praia no finalzinho (uma referencia à letra, que diz que sua mãe pede pra fazer as coisas do jeito certo), NÃO se trata da mãe do Bowie, como muitos pensavam, e sim uma atriz que foi contratada para o papel.


Um videoclipe que inspirou e encorajou tantos outros nos anos 80 abre nosso Music Box:


"I'm happy, hope you're happy too''

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.